Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

As Bolachas de Barro existem mesmo no Haiti ?

Logo que comecei a pesquisar e ler sobre o Haiti, depois de janeiro 2008, sempre ouvi falar (e ler) sobre as tais Bolachas de Barro que os haitianos comiam por causa da miséria e não terem nada mais para comer. Quando aqui pisei pela primeira vez, em julho de 2009, junto com Verônica, essa era uma das "coisas" que a gente planejou ver, mas, mesmo indo a umas oito comunidades diferentes, da Capital e no Interior, passado um dia inteiro com amigos militares dentro das Instalações do BRABAT, e ainda pernoitado na casa de amigos haitianos antes de retornarmos ao Brasil via República Dominicana, não nos deparamos com ninguém que as comesse ou mesmo vendesse.

Nas duas experiências seguintes (outubro 2010 e janeiro 2012) também não encontramos nenhum vestígio dos tais "biscoitos de barro haitianos". Mas, enfim, em 2014, durante um programa sócio-missionário desenvolvido em parceria com a 2ª Companhia de Força de Paz do BRABAT, em Cité Soleil que durou 5 dias, ao visitarmo…

O Haiti que dá certo: driblando a miséria (matéria comentada)

No último dia 03 de setembro, o "O Globo" publicou uma matéria do meu xará André Miranda, enviado especial ao Haiti para cobrir o encerramento das operações e das atividades do Contingente Militar Brasileiro da MINUSTAH - Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti.

Só o título já é, por si só, motivo de parabenização pela visão e coragem do André em não utilizar da estratégia nefasta que normalmente se lança mão quando o assunto é o Haiti, ou seja, a miséria! A essa estratégia sensacionalista denominamos: mídia da miséria, que está muito mais interessada em vender seu produto, pelo que informar e formar seus leitores não é prioridade, desde que alcancemos a meta. Parabéns também ao "O Globo" pela iniciativa e publicação.

Mas, o repórter ainda foi muito além... ao longo da matéria que incentivo a leitura na íntegra, é perceptível não apenas a visão, mas a própria metodologia utilizada para colher as informações in loco, percorrendo lugares que, na maioria …