Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Les conditions d’assainissement dans les camps se détériorent

Haïti-Société



Le dernier bulletin sorti, en mai 2014, par l’OCHA sur Haïti, révèle qu’un diagnostic et une enquête menés par l’ONG Solidarités International et la Direction Nationale de l'Eau Potable et de l'Assainissement (DINEPA) ont fait état d’une détérioration des conditions d’assainissement dans les camps de déplacés.

Cette situation serait due à la réduction des financements disponibles et au retrait des acteurs humanitaires.

Le diagnostic de Solidarités International a ciblé 145 camps à Port-au-Prince

Les équipes d’évaluation de l’ONG ont ciblé 145 camps dans lesquels vivent 21 626 ménages soit environ 108 000 personnes. Le diagnostic a été réalisé pendant trois semaines dans les communes de Tabarre, Croix des Bouquets, Delmas, Carrefour, Port-au-Prince, et Petion-Ville, et s’est déroulé en deux phases complémentaires : Un premier diagnostic complet et général portant sur l’assainissement, l’eau, l’exposition aux risques et le « climat » en termes de protection des déplac…

Por boa convivência, imigrantes no AC separam dias de rituais religiosos

G1

Muçulmanos e cristãos dizem que o mais importante é o respeito.
Em novo abrigo, cada nacionalidade está instalada em um local diferente.

Caio Fulgêncio Do G1 AC

No abrigo em Rio Branco, maioria de senegaleses seguem a religião islâmica; na foto, eles mostram oração em árabe e imagem de Cheikh Ahmadou Bamba (Foto: Caio Fulgêncio/G1)

Com a transferência de abrigo em Rio Branco, do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco para a Chácara Aliança, iniciada na segunda-feira (30), os imigrantes ficam separados por nacionalidade e sexo. Tanto em Brasiléia, município dos primeiros abrigos, quanto na capital acreana, eles ficavam no mesmo espaço. A medida, segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), é para facilitar a convivência, devido às diferentes culturas, e nos cultos religiosos.

As principais religiões existentes entre os imigrantes é o cristianismo, entre os haitianos, e o islamismo, seguido pela grande maioria dos senegaleses. Natural do Haiti, o jornalista Dorvil Ke…

ONU estuda opções para tirar tropas do Haiti a partir de 2016

BBC Brasil - Notícias

Luis Kawaguti
Da BBC Brasil em São Paulo


Missão da ONU no Haiti completou 10 anos neste mês

A ONU está estudando cinco opções para mudar as características da missão de paz no Haiti a partir de 2016. A maioria delas prevê a retirada do país das forças militares internacionais e o fim da Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti). Isso pode incluir uma eventual saída das tropas brasileiras, que completaram no último domingo uma década de operação na nação caribenha.

A mudança da presença da ONU no país, porém, não significa que o organismo simplesmente deixará o país. A maioria das opções de retirada inclui o estabelecimento de uma missão política das Nações Unidas no Haiti e a passagem gradual da responsabilidade pela segurança da ONU para a Polícia Nacional do Haiti.

"É preciso lembrar que uma missão de paz deveria ter curta duração e que os objetivos são atuar em situações de instabilidade e insegurança. E podemos dizer que no Haiti estas …

Casos de cólera no Haiti diminuem 75% em relação ao primeiro trimestre de 2013, diz ONU

ONU Brasil



Os casos de cólera no Haiti foram reduzidos em 75% no primeiro trimestre de 2014, em relação ao mesmo período do ano passado, e as taxas de mortalidade por falecimentos causados por doenças relacionadas, estão abaixo de 1%, meta estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS ), informou a ONU nestaquarta-feira (28) . Este é o resultado dos esforços conjuntos da Missão da ONU para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), do coordenador sênior da ONU no Combate ao Cólera e do Governo haitiano.

Apesar das novas estatísticas, que mostram que o país teve em 2014 o menor número de casos e mortes relacionadas com o cólera desde o início da epidemia, o primeiro-ministro do Haiti, Laurent Lamothe, disse que a doença ainda continua sendo uma emergência no país. Em resposta, a representante especial do secretário-geral da ONU no Haiti, Sandra Honoré, enfatizou que a Organização continua determinada a apoiar os esforços do Governo haitiano para melhorar a saúde pública e o acesso da po…