Pular para o conteúdo principal

Vídeo da ONU mostra que Haiti avança na reconstrução após três anos do terremoto

iBahia

Entre as melhorias no país, estão: centenas de quilômetros de ruas e estradas pavimentadas; 80% dos escombros do terremoto recolhidos; pessoas com deficiência já são atendidas em centros de reabilitação; mais de 470 mil empregos temporários gerados (40% para mulheres); o número de pessoas vivendo em acampamentos provisórios baixou de 1,5 milhão para 358 mil; mais de um milhão de crianças têm agora acesso à educação gratuita.


O terremoto matou mais de 200 mil pessoas
Foto: UNPhoto/Sophia Paris

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (Unic Rio) produziu um vídeo em lembrança da maior catástrofe natural já registrada nas Américas - o terremoto que atingiu o Haiti, no dia 12 de janeiro de 2010. A homenagem ressaltou os avanços na reconstrução do país.

Entre as melhorias apontadas, estão: centenas de quilômetros de ruas e estradas pavimentadas; 80% dos escombros do terremoto recolhidos; pessoas com deficiência já são atendidas em centros de reabilitação; mais de 470 mil empregos temporários gerados (40% para mulheres); o número de pessoas vivendo em acampamentos provisórios baixou de 1,5 milhão para 358 mil; mais de um milhão de crianças têm agora acesso à educação gratuita.

Segundo a ONU, a organização não tem poupado esforços para apoiar o governo e a população do Haiti na reconstrução do país. Cerca de 102 funcionários da instituição morreram no terremoto, a maioria deles integrantes da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah), que atua no local desde 2004. Vinte das vítimas foram brasileiras – entre elas, o vice-representante especial do secretário-geral da ONU, Luiz Carlos da Costa.

Depois do terremoto, o Haiti também sofreu com outros desastres naturais e com uma epidemia de cólera que matou quase oito mil pessoas. Houve progressos, mas ainda há muito a ser feito para alcançar a paz e a estabilidade.

Assista ao vídeo da ONU, na íntegra:

- Veja fotos da evolução do Haiti -

Postagens mais visitadas deste blog

Sopa Receita Joumou - Sopa da Liberdade!

Pra quem gosta de cultura e culinária, ta aí a Sopa da Liberdade!
Era um prato dos Colonizadores, e os escravos não tinham acesso, até à sua Independência. A partir daí, anualmente, no dia 1º de Janeiro (Dia da Independência) eles a celebram degustando essa prato tipicamente Haitiano. Uma boa dica para as Feiras Missionárias no Brasil!
Sopa Receita Joumou
Sexta-feira, 4 de marco de 2011 16:24



O prato monumental da Revolução haitiana, Sopa Joumou, sopa de abóbora, E o Prato De conquistadores. E tradicionalmente servido no Dia da Independência do Haiti, 01 de janeiro, Como hum começo Saudável par o Outro ANO.

Ingredientes
- 1 kg de carne faça Pescoço OU rabo de boi
- 1/2 limão
- Sal fino
- Esmagado pimenta preta
- Água (Suficiente parágrafo cobrir uma carne; Mais Água podem Ser adicionados Mais Tarde parágrafo ajustar uma consistência)
- 2 kg abóbora, descascados e cubbed (alternadamente, utilizar abóbora enlatada)
- 1 cebola Pequena Cortada los cubos
- 2 Talos cebolinha verde picada
- 4 Dentes de…

Pós Furacão Matthew... oportunidade de fazer a diferença!

Nossa família e Equipe missionária estão bem, graças a Deus!
Já estivemos lá na região analisando os danos, prestando uma ajuda inicial a algumas famílias, e elaboramos uma proposta de Plano de Ação Emergencial para nossa agência. Estamos aguardando a decisão do Gabinete de Crise da Junta para agir em favor das vítimas. Ore por isso, ok?
Nesse momento o que é mais urgente é alimento e a restauração dos telhados e casas afetadas pelos ventos. Como a logística de armazenamento, transporte e envio do Brasil para o Haiti é bastante cara, demorada e vulnerável a questões aduaneiras, nossa sugestão é para que enviem recursos financeiros, e o que for arrecadado aí, como roupas, sapatos e outros itens, vocês realizem Bazares e Eventos (almoços ou jantares) para reverter os itens arrecadados em recurso financeiro que será bem mais facilmente transferido e revertido aqui na economia local, em alimentos e materiais de construção.
Para ajudar:
1) Através do "Ajude Agora Haiti" coordenad…