Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

Invocação e Vocação Ministerial

Por João Pedro Gonçalves Araújo


“Rogai ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara”, Lc 10.2


Os evangelhos sinóticos parecem ser unânimes em mostrar que a vocação ministerial precede o próprio exercício do ministério. Antes de qualquer milagre, pregação ou ensino público, Jesus chamou homens para ajudá-lo. As vocações, outrossim, continuaram ao longo da vida de Cristo. Uma certa feita ele enviou setenta desses discípulos para uma missão de pregação, curas e libertação.

Não é sempre que atentamos para esses contínuos chamados. Parece, no entanto, que eles continuaram até perto da morte de Jesus. Nos últimos meses entre os homens, Jesus travou diálogos com alguns que alegaram algumas dificuldades em segui-lo. No entanto, ele os desafiou a segui-lo, e, mais que isso, pregar o evangelho. Quantos, então, Jesus chamou? Não sabemos. Mais de cem, certamente. Depois da sua morte, a comunidade dos discípulos já chegava a cento e vinte. Cleopas, …

República Dominicana retira embaixador do Haiti

G1
Haiti ajudou a adiar entrada dos dominicanos no Caricom.
Motivo é conflito migratório entre os países vizinhos.
Da AFP



O governo da República Dominicana convocou na quarta-feira (27) para consultas seu embaixador no Haiti, após a participação de Porto Príncipe na decisão do Mercado Comum Caribenho (Caricom) de adiar a entrada de Santo Domingo.

O governo dominicano também cancelou um encontro com representantes haitianos previsto para sábado em Caracas.

"Nos vemos na obrigação de convocar para consultas nosso embaixador no Haiti para tratar deste tema com cuidado que merece", disse o vice-chanceler José Manuel Trullols ao embaixador haitiano em Santo Domingo, Fritz Cineas, segundo um comunicado do ministério das Relações Exteriores.

"O governo da República Dominicana está altamente preocupado com o desconhecimento demonstrado pelo governo haitiano da Declaração Conjunta assinada pelos dois países na semana passada para buscar soluções aos problemas bilaterais, como o confl…

ONG evangélica envia 155 voluntários para o Haiti

Gospel Prime

Os jovens brasileiros ajudarão com trabalhos na área da saúde, educação e esporte
por Leiliane Roberta Lopes


ONG evangélica envia 155 voluntários para o Haiti

No mês de outubro a ONG “Conexão Voluntários em Campo” enviou durante o mês de outubro 155 voluntários para o Haiti. Brasileiros de todas as regiões do país aceitaram o chamado espiritual para prestar apoio aos haitianos.

A maioria dos voluntários tem entre 18 e 25 anos, jovens interessados em ajudar de alguma forma a população que sofre com a fome e as doenças, fruto do terremoto que assolou o Haiti em janeiro de 2010.

Os brasileiros aceitaram deixar suas casas para enfrentar cidades sem saneamento básico, iluminação, alimentação escassa e moradias precárias, tudo em nome de um propósito maior.

“Fizemos uma antes do terremoto e cinco após a tragédia que deixou toda a população numa condição de vulnerabilidade muito grande. Eu diria que enviamos uma média de 210 voluntários neste período, mas neste mês de outubro po…

5 anos após pacificar área violenta do Haiti, Brasil volta a enfrentar gangues

G1 - notícias em Mundo
'Dei o 1º tiro', diz oficial brasileiro responsável pela segurança de Cité Soleil.
Soldados do MS foram encurralados em tiroteio, em agosto, e revidaram. Tahiane Stochero Do G1, em Porto Príncipe - a repórter viajou a convite do Ministério da Defesa

Capitão Faria comanda tropas do MS na área mais violenta do Haiti, Cité Soleil, e se envolveu em um confronto com as gangues em agosto, após 5 anos de relativa calma na região (Foto: Tahiane Stochero)
Mais de cinco anos após pacificar Cité Soleil, área considera pela Organização das Nações Unidas (ONU) como a mais pobre e violenta do Haiti, o Exército brasileiro voltou, em agosto deste ano, a enfrentar grupos armados. Em um dos tiroteios, soldados do Mato Grosso do Sul ficaram encurralados e tiveram que realizar 20 disparos de fuzil, o que não ocorria desde 2007.

Cité Soleil é reduto de rebeldes que apoiavam o ex-presidente Jean Bertrand-Aristides, e se tornou conhecida internacionalmente como uma "fortale…

Sonho brasileiro aquece comércio de documentos e vistos falsos no Haiti

G1- notícias em Mundo

Haitiano ofereceu visto falsificado por US$ 1.700 para repórter do G1.
Desde o tremor de 2010, cerca de 20 mil haitianos imigraram para o Brasil.
Em Pétion Ville, bairro nobre da capital haitiana que abriga a embaixada brasileira em Porto Príncipe, o sonho de fugir da falta de trabalho no país mais pobre das Américas e migrar legal ou ilegalmente para o Brasil virou um nicho de negócio, onde despachantes, falsificadores, aliciadores, coiotes, atravessadores e negociadores tentam ganhar dinheiro. O G1 flagrou na frente do prédio da embaixada a venda de visto e de outros documentos falsificados, além de supostas facilidades que prometem acelerar a viagem dos haitianos ao Brasil.
Haitianos em busca de visto fazem fila na frente da embaixada brasileira (Foto: Tahiane Stochero/G1)
John, de 28 anos, um dos que oferece serviços para ajudar haitianos na fila, disse à reporter que conseguia um visto para entrar no Brasil por US$ 1.700 (R$ 3.706). Ele não indicou, no entanto…

Uma história inspiradora em La Source!

Verdade.co

Quando em 2010, duzentas mil pessoas morreram no Haiti, em resultado de um terramoto devastador, as comunidades da pequena vila de La Source já enfrentavam, há anos, várias doenças por consumo de água imprópria. No entanto, desde a sua infância, esta realidade preocupava Josué Lajeunesse, o protagonista – que se tornou herói – do filme documentário com o nome dessa aldeia. A boa-nova é que não foi necessária a intervenção do Governo de Haiti para se levar água pura à La Source. A vontade e acção do povo é que fizeram a mudança...

Para as comunidades de La Source, dizer Josué Lajeunesse pouco difere de afirmar Martin Luther King Jr. Ele é um verdadeiro herói – felizmente vivo – do povo. Como o pensamento de um simples zelador da Universidade de Princeton pôde reverter-se numa acção que modificou a história da vida de 5 mil pessoas e das comunidades em torno de La Soure?

Narrada num meio de informação muito ‘frio’ – como o jornal – a história é verosímil. Mas é verdadeira. O cin…

“Haiti, a República da Esperança”

TV Diário




William Tanida e Douglas Campos: experiência inesquecível / Foto: Divulgação


A série de reportagens “Haiti, a República da Esperança”, do repórter e apresentador William Tanida, da TV Diário, afiliada da Rede Globo, começa a ser exibida nesta terça-feira, dia 1º, no Diário TV – 1ª Edição, ao meio-dia. O especial irá ao ar nas cinco terças-feiras deste mês de outubro.

O jornalista, que integra a equipe de reportagem da TV Diário, há 13 anos, desde que ela iniciou as suas atividades em Mogi, viajou ao Haiti em Missão de Paz da ONU (Organização das Nações Unidas), na companhia do repórter cinematográfico Douglas Campos, com militares da Força Aérea Brasileira (FAB), por meio da ação do Ministério da Defesa.

Tanida e Campos embarcaram para Porto Príncipe, capital haitiana, no dia 24 de agosto. Após quatro escalas e 12 horas de viagem, eles chegaram ao destino, juntamente com a missão da ONU que ajuda na reconstrução daquele país, devastado por um terremoto em 2010. “Há uma troca de …

Morador de Ferraz de Vasconcelos ajuda na reconstrução do Haiti

G1

Ele faz parte de missão da ONU que atua no país.
Terremoto destruiu o local em 2010.
Desde o terremoto de 2010 que deixou mais de 250 mil mortos, entre eles, 20 brasileiros o Haiti é um país em reconstrução. Para isso conta com a ajuda humanitária de mais de 50 países, inclusive o Brasil. Os habitantes do Alto Tietê também estão nessa luta.

Gilmar de Souza Fernandes é cabo da Força Aérea Brasileira. Ele é morador de Ferraz de Vasconcelos e saiu do município para atuar nas Forças Armadas. Fernandes conta que seu grande sonho sempre foi servir em uma missão de paz. Há dois meses, ele trabalha na capital do Haiti, Porto Príncipe, na Missão da Organização das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah). A missão é formada por mais de 6 mil militares de 18 países. “É uma imensa satisfação estar aqui, representando Ferraz de Vasconcelos e o Alto Tietê. Há nove anos estou na Força Aérea e servir nessa missão é a realização de um sonho”, afirma o cabo.

Apesar de todas as dificuldades…

Haiti faz progressos e quer ser uma nação emergente até 2030

ISTOÉ Dinheiro
Governo haitiano informou à Comissão Europeia que o país progrediu Por Agência Brasil

Foto: Mobilização Mundial
O governo do Haiti informou à Comissão Europeia, órgão político e econômico da União Europeia (formada por 28 nações), que o país progrediu em decorrência da aplicação dos recursos remetidos pelos europeus para ajudar a população. O Haiti já recebeu 85% dos 522 milhões de euros disponibilizados há três anos. Em janeiro de 2010, houve no Haiti o pior terremoto da história recente do país, registrando 7 graus na escala Richter.
“Fizemos enormes progressos nos últimos dois anos”, disse o primeiro-ministro do Haiti, Laurent Lamothe. “[O país sofreu] uma catástrofe de enormes proporções e agora luta não apenas para utilizar essa cooperação da melhor forma possível em favor do povo haitiano, mas também, de forma paralela, para voar com as suas próprias asas”, acrescentou.

Segundo ele, serão feitos investimentos nos setores aduaneiro e fiscal com vistas a aperfeiçoar o…

Um novo Haiti está acontecendo

Sem dúvidas que Deus continua sentado no trono e tudo governa.
A reconstrução do Haiti é obra da graça e manifestação cotidiana do amor, misericórdia e propósitos de Deus.
A Capital mais parece, hoje, um canteiro de obras: ruas sendo organizadas e pavimentadas, calçadas sendo construídas, prédios e instituições governamentais sendo reconstruídos, praças limpas e revitalizadas, máquinas, tratores, homens trabalhando. Esse é o quadro pintado no dia-a-dia de Porto Príncipe, quase 4 anos após o pior terremoto da sua História.
Um Programa Governamental, com o aporte da ONU, fechou os seis maiores campos de deslocados do terremoto, que ocupavam grandes áreas na capital, alguns com até 15 mil pessoas, e realocou cerca de 45% das famílias em 16 novos bairros-comunitários novinhos em folha nos arredores da Grande Porto Príncipe. Parte desse percentual também foi incluso no programa da OIM de aluguel-social por um ano. Algumas famílias retornaram aos seus Estados de origem, especialmente as ori…

Após Mundial, judoca do Haiti vira inspiração: 'Isso não se compra'

globoesporte.com
Por Thierry Gozzer e Raphael Andriolo Josue Deprez, de 31 anos, começou no esporte aos 14 anos, em uma comunidade pobre do país, e vive há oito nos EUA, onde trabalha e treina
Josue Deprez é um dos principais atletas do Haiti (Foto: Ernesto Sempoll)
O pequeno corredor pelo qual os judocas tinham que atravessar para deixar a área de luta e seguir para os vestiários do Maracanãzinho era escuro, coberto por uma lona de proteção e cheio de seguranças. Por lá passavam vencedores e derrotados. Alguns rindo, outros chorando. Quem viu Josue Deprez andar por aqueles poucos metros, porém, demorou a decifrar o resultado de sua luta. Mesmo eliminado antes de chegar à finais, o judoca deixou o Mundial do Rio de Janeiro sentindo-se um vencedor.

Aos 31 anos, Josue nasceu no Haiti, país mais pobre das Américas, com 45% da população analfabeta e que em 2010 sofreu um dos maiores terremotos da história, com força de 7 graus na escala Richter, deixando 200 mil mortos, na maior crise já enf…

Tenista supera tragédias e deixa o Haiti para brilhar no US Open

sportv.com

Victoria Duval, de apenas 17 anos, elimina campeã de 2011 e conquista
o público, após ser refém de assalto e ter o pai soterrado em terremotoSer a número 296 no ranking mundial pode não parecer um grande feito. Porém a jovem Victoria Duval, de apenas 17 anos, já tem motivos para se orgulhar. A tenista superou uma infância complicada no Haiti e sobreviveu a um assalto no qual foi refém aos sete anos de idade. Em 2010, após terremoto que matou mais de 315 mil pessoas, ainda teve o pai soterrado por 11 horas.

Depois de tanta superação, Victoria se destacou no US Open, onde conseguiu derrubar a australiana Samantha Stosur, campeã do Grand Slam em 2011 e 11ª do ranking da WTA (assista ao vídeo).

- Este foi apenas mais um torneio, vou continuar trabalhando duro. Eu me saí melhor do que no ano passado. Estou feliz com isso - disse Victoria, depois da eliminação.
Victoria Duval, aos 17 anos, fez história no US Open
(Foto: Reuters)

Nascida nos Estados Unidos, a tenista passou parte da…

Governo e ONU fazem apelo urgente por ajuda humanitária

Porto Prïncipe - O governo do Haiti e a ONU lançaram nesta terça-feira (06 Ago) um apelo urgente para arrecadar 100 milhões de dólares norte-americanos em ajuda humanitária para os dois milhões de haitianos ameaçados pela fome, doenças e catástrofes naturais em 2013.
"O pedido de ajuda se refere às necessidades mais cruciais para pessoas, cuja vida está em perigo. Ainda há pessoas em acampamentos três anos depois do terremoto (de Janeiro de 2010), há picos de desnutrição no país, onde se regista um aumento da epidemia de cólera", disse à AFP a responsável pela coordenação de ajuda humanitária da ONU no Haiti, Johan Peleman.

Os fundos devem cobrir as necessidades mais imediatas até o final do ano, beneficiando 935.500 pessoas mais vulneráveis que não receberam ajuda até hoje e que seriam potenciais vítimas da cólera da temporada de furacões em curso.

"Estabelecemos em 800 mil o número de pessoas em situação de urgência de assistência alimentar, 120 mil pessoas deslocadas…

Haiti deve receber Unidade de Polícia Pacificadora nos moldes do Rio

G1
Do G1 Rio
Prefeito de Cité Soleil visitou o Conjunto de Favelas do Alemão na quarta.
Processo de implantação da UPP no país deve começar em agosto.

Major Carla Martins e o prefeito de Cité Soleil, no Haiti, Jean Rénold Philippe, na comunidade da Fazendinha
(Foto: Alexandre Pestana/UPP/Divulgação)

O modelo da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), criado pelo governo do Rio, deverá ser implantado no Haiti e a preparação para o processo de pacificação dos chamados "guetos" está previsto para começar em agosto deste ano.

O prefeito de Cité Soleil, no Haiti, Jean Rénold Philippe, visitou o Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, na quarta-feira (3), para conhecer de perto o trabalho desenvolvido nas comunidades, ocupadas desde novembro de 2010.

Recepcionado pela gestora de articulação comunitária das UPPs, major Carla Martins, Philippe foi da estação de Bonsucesso até o alto da comunidade da Fazendinha de teleférico. Lá, recebeu informações sobre o projeto de paci…

Haiti tenta se reerguer como destino turístico

BBC Brasil - Vídeos e Fotos




Poucos turistas aproveitam lindas praias haitianas


O Haiti é, atualmente, o país menos visitado das Ilhas do Caribe, que recebem um total de 40 milhões de turistas por ano.

Nem sempre foi assim. Na década de 70, o país eram um dos destinos turísticos mais procurados da região.

Atualmente, o governo luta para mudar a imagem de pobreza do país e superar as marcas de desastres, como o terremoto de 2010.

Para estimular o setor, o Ministério do Turismo está construindo locais à prova de terremotos em praias como a da cidade de Jacmel, no sul do país.

Países integrantes da Petrocaribe terão zona econômica comum

Jornal do Brasil





Bogotá - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que no final de junho entrarão em vigor os convênios de criação da Zona Econômica do Acordo Energético da Petrocaribe. O anuncio foi feito durante a visita de Maduro à Nicarágua neste fim de semana.

Criada em 2005 pelo presidente Hugo Chávez, a Petrocaribe se caracteriza pelo convênio que possibilita a venda do petróleo venezuelano a preços mais baixos para 17 países caribenhos: Antígua e Barbuda, Bahamas, Belize, Cuba, Dominica, Granada, Guatemala, Guiana, Cuba, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua, República Dominicana, São Cristovão e Névis, São Vicente e Granadinas, Santa Lúcia e Suriname.

Com a zona econômica, os países do grupo querem expandir os convênios econômicos e financeiros na área comum. Segundo Maduro, a maior integração econômica fortalecerá os países da chamada Aliança Bolivariana, integração política idealizada por Chávez.

O presidente Maduro declarou que mais detalhes sobre a integração eco…

ONU anuncia nova chefe da Missão de Estabilização no Haiti

Rede Brasil Atual
por nicolau publicado 31/05/2013 17:02

Diplomata Sandra Honoré, de Trinidad e Tobago, assumirá no dia 15 de julho cargo na missão que tem grande participação brasileira
OEA/JUAN MANUEL HERRERA

Diplomata de carreira, Sandra Honoré trabalhou na OEA
e foi embaixadora de Trinidad e Tobago na Costa Rica


São Paulo - A Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu a diplomata Sandra Honoré, de Trinidad e Tobago, como representante especial e chefe da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah). O anúncio foi feito hoje (31), pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Liderada militarmente pelo Brasil, as forças de paz estão no país desde 2004.

Honoré assumirá o cargo no dia 15 de julho de 2013, no lugar do chileno Mariano Fernández Amunátegui, que completou sua missão em 31 de janeiro de 2013. O secretário-geral agradeceu a determinação e liderança de Amunátegui na Minustah durante um período crítico para o Haiti, quando houve a transição para um novo gove…

Precisamos definir metas até 2016, diz chefe da Missão da ONU sobre retirada de tropas do Haiti

ONU Brasil
31 de maio de 2013



Menina haitiana em campo de deslocados em Porto Príncipe. Foto: UNIC Rio/Damaris Giuliana

“O sucesso de uma missão de paz é medido quando esta se retira”, afirma o chefe da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), Nigel Fisher.

Segundo ele, é preciso estabelecer metas até 2016 com base na consolidação do Estado de Direito; no fortalecimento da Polícia Nacional do Haiti; na transferência da gestão eleitoral e na governança.

Em entrevista ao Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Fisher destacou os avanços da Missão para a manutenção da paz no país caribenho e os desafios a serem superados.

Abaixo, os principais trechos da entrevista:

A MINUSTAH está completando nove anos. Como o senhor avalia essa trajetória?

Fisher: No início de 2004, o Haiti se encontrava em uma situação de enorme instabilidade, no limiar de uma guerra civil, com presença de forças paramilitares e irregulares em várias partes de seu terr…

PM exporta programa de UPPs para o Haiti

Diário do Grande ABC



O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e o primeiro-ministro do Haiti, Laurent Lamothe, assinaram nesta sexta-feira, 24, termo de cooperação entre a Polícia Militar fluminense e a Polícia Nacional haitiana. O objetivo do convênio, que tem duração inicial de dois anos, é trocar informações sobre o programa de pacificação de regiões conflagradas no Rio, iniciado em dezembro de 2008 com a inauguração da primeira Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no Morro Dona Marta, em Botafogo, zona sul da cidade.

O País caribenho precisa fortalecer suas forças de segurança, já que o cronograma da ONU prevê retirar gradualmente de lá até 2016 todos os militares estrangeiros que participam da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah). O Brasil está no comando militar da missão.

"O convênio se deu pela fase que a PM do Rio está passando, a partir das UPPs. Esse projeto vai ao encontro do que o Haiti viu como necessário para implantar no processo d…

Pedido de Oração: Travaux de Réparation à la sous-station d'Ancien Delmas - HaitiLibre.com, Nouvelles d'Haiti, L'actualité d'Haiti, Haiti News, décryptage, enjeux, réactions, la voix du peuple Haïtien

Compartilhamos a matéria abaixo (em francês) da Companhia Elétrica do Haiti (EDH) que, desde o final de abril, a região onde moramos está com o fornecimento de energia prejudicado drasticamente. Nas últimas três semanas várias foram as noites às escuras com 33º C. Ore ao Senhor para que, não apenas nós, mas, a Nação Haitiana veja, em breve, dias melhores com eletricidade para todos, gerando melhoria na qualidade de vida e oportunidade de desenvolvimento.

Haïti - EDH AVIS
19/05/2013 09:46:26

La Direction Générale de l’Électricité d’Haïti (EDH) informe la population en général et ses clients en particulier que la Commune de Delmas, Nazon, Christ Roi, Route Aéroport de la rue Justin Juste à Clercine, Silot, pour ne citer que ceux là, seront privés d’électricité ce dimanche 19 mai, de 9h00 a.m. à 2h00 p.m. afin d'installer un nouveau jeu de barre de 115 KV à la sous-station d'Ancien Delmas.
Ces travaux alimenteront enfin les deux nouveaux transformateurs de 50 MVA qui vont être ins…