Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

Um Novo Tempo para um NOVO HAITI

Por André Souto Bahia 
Missionário no Haiti 


















HAITI: conhecido mundialmente como palco de algumas das últimas catástrofes na História, como o terremoto de 7,0 graus na Escala de Richter, no dia 12 de janeiro de 2010 que matou mais de 300 mil pessoas e deixou 1,5 milhão de desabrigados. Como o surto de cólera que desde dezembro de 2010 já matou mais de 7 mil haitianos, ou ainda por estar localizado na faixa do globo rota de furacões e tempestades tropicais como o Isaac e o Sandy deste ano. Esse mesmo Haiti – terra montanhosa, de belezas naturais e históricas que contrastam com a miséria e o caos social dá sinais de viver um novo tempo.

Apesar da presença militar estrangeira e das mais de dez mil ONG’s atuando em solo haitiano é perceptível o começo da mudança tão necessária e clamada pelo remanescente do Corpo de Cristo que permanece fiel e confiante na transformação da Nação. Ruas estão sendo pavimentadas, prédios construídos, as instituições estatais começam a dar sinal de reestruturação…

FAO oferece 'ajuda sustentável' ao Haiti para desenvolvimento

AFP



ROMA — O diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano, reuniu-se nesta quinta-feira, em Roma, com o presidente do Haiti, Michel Martelly, a quem ofereceu "ajuda sustentável" para o desenvolvimento daquele país, um dos mais pobres e devastados das Américas.

O diretor da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) assegurou que a entidade, presente há anos no país do Caribe, entende "mudar a ação de emergência pelo desenvolvimento", afirmou.

"O Haiti vive uma situação de emergência continua, assim que o que se deve dar é ajuda sustentável. Redesenhar os programas para que sejam mais sustentáveis a médio e longo prazos", afirmou Graziano à margem do encontro.

Martelly, que concluiu na Itália um giro europeu iniciado há oito dias na cúpula Ibero-americana de Cádiz (Espanha), acertou com Graziano fazer um apelo à comunidade internacional para que aporte 74 muilhões de dólares nos próximos doze meses para reativar o setor agrí…

Cólera preocupa Haiti

AFP Canal - YouTube

As autoridades sanitárias do Haiti informaram nesta terça-feira um aumento dos casos de cólera depois da passagem do furacão Sandy. A doença já matou 21 pessoas no país.


Profissionais de saúde do Haiti conhecem SAMU 192

Portal da Saúde – Ministério da Saúde

VISITA TÉCNICA


Grupo visita o SAMU no DF, São Paulo e Salvador para conhecer a estrutural funcional dos serviços de urgência e emergência brasileiros.

O Ministério da Saúde promove nesta semana mais uma ação para o projeto de fortalecimento do Sistema de Saúde e Vigilância Epidemiológica do Haiti. Uma comitiva formada por médicos e enfermeiros haitianos está no Brasil para conhecer o processo de gestão e a estrutura funcional dos serviços de urgência e emergência do SUS. A agenda inclui visitas às principais Centrais de Regulação e Bases Descentralizadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) no Distrito Federal, São Paulo e Salvador (BA). Formação e capacitação de profissionais de saúde estão entre os principais objetivos do grupo.

A comitiva dos profissionais de saúde do país caribenho é formada por um psiquiatra, um ortopedista, especializado em traumas, uma enfermeira chefe e dois técnicos de enfermagem. A visita faz parte do Pr…

Brasil inaugura laboratório de vigilância no Haiti

Portal da Saúde – Ministério da Saúde


Começa reforço na estratégia de reestruturação da vigilância epidemiológica ...
cooptripartite.icict.fiocruz.br

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

Com investimento do governo brasileiro de R$ 700 mil, a unidade vai monitorar a qualidade da água, fatores ambientais e as condições de saúde da população de Cabo Haitiano

O Ministério da Saúde inaugura, nesta terça-feira (20), o Laboratório de Saúde Pública de Cabo Haitiano, no Haiti. A iniciativa faz parte do projeto de cooperação tripartite Brasil-Cuba-Haiti, o Projeto Haiti, destinado, entre outros objetivos, a fortalecer o sistema de vigilância epidemiológica do país, que teve seu sistema de saúde abalado por umterremoto em 2010. O governo brasileiro disponibilizou R$ 700 mil para a reconstrução do laboratório e a compra de equipamentos.

O assessor especial de Assuntos Internacionais do Ministério da Saúde, Alberto Kleiman, enfatiza o papel fundamental da unidade no acompanhamento e na melhoria das ações de vigi…

Brasil reforça combate a epidemias no Haiti

EBC | Internacional
Portal EBC - Ascom / MS 09.11.2012


Dilma promises to assist Haiti reconstruction and discusses the situation of ...
noticias.abiinter.com

A estratégia de reestruturação da vigilância epidemiológica no Haiti, que teve o sistema de saúde abalado por um terremoto em 2010, ganhou um reforço do ministério da Saúde brasileiro nesta sexta-feira (9). As medidas incluem a contratação de profissionais especializados em prevenção e controle de doenças transmissíveis, além de apoio operacional, financeiro e ações de vigilância no país caribenho. A ação conta com recursos do governo brasileiro da ordem de R$ 1,2 milhão e foram anunciadas em Porto Príncipe, capital haitiana.
A iniciativa faz parte do Projeto Haiti, cooperação firmada entre os governos do Brasil, do Haiti e de Cuba, voltada ao fortalecimento do sistema de saúde haitiano. No Brasil, o projeto é coordenado pelo ministério da Saúde e conta com parceiros como a Fundação Oswaldo Cruz e as universidades federais do Rio G…

Casos de cólera no Haiti passam de 3,5 mil, diz Ministério da Saúde

G1 - 16/11/2012

Desde terremoto, mais de 370 mil vivem em campos de emergência.
Nesta semana, ONU fez apelo por R$ 80 milhões para ajudar Haiti.
Passagem do furacão Sandy deixou mais de 50
mortos no país (Foto: Thony Belizaire/AFP)

Os casos de cólera no Haiti aumentaram para 3,593 depois da passagem do furacão Sandy. O Ministério da Saúde informou que houve um aumento também nas suspeitas de casos da doença. Só na capital Porto Príncipe e na região de Artibonite, esse número subiu para 837.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, alertou que com a deterioração das condições ambientais, os futuros desastres continuarão a afetar desproporcionalmente o país. Desde o terremoto de janeiro de 2010, mais de 370 mil pessoas estão vivendo em campos de emergência.

Saiba mais:
Chuvas intensas deixam dez mortos e um desaparecido no Haiti
Casos de cólera aumentam no Haiti após passagem do furacão Sandy

Em nota publicada esta sexta-feira (16), em Genebra, a agência anunciou o envio imediato de…

O Haiti é fascinante!

Em contraste com as carências, a alegria de um povo. Estar no Haiti é caminhar na direção certa da parábola do bom samaritano, da parábola, não do samaritano. As construções são diferentes, bem identificadas pelo missionário Pr. André Bahia. Os carros, de tão amassados pelas batidas já não tem nenhuma auto-estima, portanto não há nenhum orgulho neles.

A igreja está caminhando. O país tem potencial para crescer, e quem pensa em animá-los pode ficar surpreso, e sair dali animado.

Fazem tudo que podem com muito pouco. Povo criado pelo mesmo criador que fez você. O que mais me fascina é poder deixar tão pouco e significar tanto no meu e no seu coração. Como nos faz bem partilhar aquilo que Deus nos deu. Somos tão ricos, temos tanto.

Quando chegamos no Haiti e mergulhamos nos trabalhos, esquecemos os problemas que deixamos no Brasil, as preocupações.

Quando ali chegamos devemos entregar a direção de cada um dos nossos passos nas mãos do Espírito Santo.

O sorriso é o nosso cartão postal, a …

Chuvas intensas no Haiti causaram 11 mortos e 3.400 deslocados

Oficial - SIC Notícias


As chuvas fortes causaram inundações por todo o país.
dn.pt

Port-au-Prince, 12 nov (Lusa) - O Governo do Haiti informou que as chuvas fortes registadas no norte nos últimos dias já mataram 11 pessoas e causaram 3.400 deslocados.

Um relatório preliminar da Proteção Civil do Haiti indica que as chuvas registadas na quinta-feira e sexta-feira na cidade nortenha de Cap-Haiten inundaram mais de 2.300 casas, fazendo com que mais de 3.400 pessoas fossem alojadas em abrigos de emergência.

Uma pessoa está desaparecida na sequência do temporal registado depois de o furacão Sandy ter assolado a parte ocidente da ilha.

Brasil fortalece vigilância epidemiológica no Haiti

Portal da Saúde – Ministério da Saúde

Iniciativas contam com recursos do governo brasileiro da ordem de R$ 1,2 milhão. Medidas incluem contratação de profissionais especializados em prevenção e controle de doenças transmissíveis bem como apoio operacional, financeiro e material



O Ministério da Saúde começou, nesta sexta-feira (9), ação de reforço na estratégia de reestruturação da vigilância epidemiológica no Haiti, país que teve o sistema de saúde abalado por um terremoto, em 2010. As novas iniciativas contam com recursos do governo brasileiro da ordem de R$ 1,2 milhão e foram anunciadas em Porto Príncipe, capital haitiana. As medidas incluem a contratação de profissionais especializados em prevenção e controle de doenças transmissíveis bem como o apoio operacional, financeiro e material para ações de vigilância naquele país.

A iniciativa faz parte do Projeto Haiti, cooperação firmada entre os governos do Brasil, do Haiti e de Cuba, voltada ao fortalecimento do sistema de saúde haiti…

Turismo pode impulsionar desenvolvimento do Haiti

Paraná-Online

O Haiti pode capitalizar seus recursos naturais e culturais para que o país volte ao mapa turístico mundial, o que também contribuirá para o seu desenvolvimento.



Essa é a opinião do secretário geral da OMT (Organização Mundial do Turismo), Taleb Rifai, que fez sua primeira visita oficial ao país no final de outubro.

Durante a visita ao país caribenho, Rifai sublinhou em comunicado a importância de a população enxergar os benefícios do turismo e fazer parte da cadeia produtiva do setor.

Segundo dados da OMT, o Haiti se beneficiou do crescimento do turismo mundial no ano passado com um aumento de chegadas de turistas internacionais, após queda de 34% em 2010, como consequência do terremoto que arrasou o país.

Rifai anunciou também realização de uma campanha conjunta com o governo haitiano e a OEA (Organização dos Estados Americanos) para envolver a população no setor.

"É essencial que os haitianos se deem conta de que o turismo é parte da solução e que pode impulsiona…

Exército inicia substituição das tropas brasileiras no Haiti

EFE

O processo de substituição das tropas brasileiras na Missão de Estabilização da ONU no Haiti (Minustah) foi iniciado nesta segunda-feira com a chegada de 130 militares, de um total de 652, à capital Porto Príncipe.



Segundo um comunicado emitido pela Força Aérea Brasileira, os 130 soldados foram transportados em um avião KC 137, que partiu da Base Aérea do Rio de Janeiro na tarde de ontem.

O Brasil, em sua condição de responsável militar da missão, é o país com um maior número de soldados na Minustah, todos sob comando do general Fernando Rodrigues Goulart.

Até o dia 3 de dezembro serão efetuadas outras nove operações de substituição de tropa no Haiti. Nesta data, os 652 novos militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica brasileira já deverão estar operando em solo haitiano.

Na última semana, a Marinha do Brasil já tinha enviado um navio de desembarque de veículos de combate para dar respaldo às tropas brasileiras da Minustah, o qual levava desde ambulâncias até blindados.

No…

Hillary saúda reconstrução do Haiti e 'sonho haitiano'

AFP


Hillary conversa em Caracol com o presidente do Haiti, Michel Martelly
(AFP, Larry Downing)

CARACOL, Haiti — A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, saudou nesta segunda-feira, em Caracol, norte do Haiti, a reconstrução do país após o terremoto de janeiro de 2010, e traçou um paralelo entre o "sonho americano" e o "sonho haitiano".

"Nos Estados Unidos estamos orgulhosos das promessas do sonho americano e vimos como muitos haitianos chegaram ao nosso país para realizar esse sonho americano. (...) Aqui no Haiti, muitos haitianos têm essa mesma dinâmica, e o que nós queremos é criar o sonho haitiano", disse a chefe da diplomacia americana, recebendo fortes aplausos.

Hillary discursou durante a inauguração de um parque industrial que deve gerar cerca de 37.000 empregos, em um ato que contou com a presença de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, dono de uma fundação muito ativa no Haiti; com o mandatário haitiano Michel Martelly; com seu an…

Um milhão de haitianos podem ter dificuldades de conseguir alimentos por causa do furacão

EBC | Internacional
ONU -02.11.2012

Haiti também registra grandes estragos após passagem de furacão Sandy (Photo Logan Abassi UN/MINUSTAH)

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), entre 15 e 20 mil pessoas no Haiti tiveram suas casas completamente destruídas, danificadas ou inundadas após a passagem do furacão Sandy. Cuba, Jamaica, Bahamas e Estados Unidos também foram atingidos. A ONU ressalta que mais de 1 milhão de haitianos estão enfrentando “insegurança alimentar” como resultado da devastação causada pelo furacão. Isso significa que esse contingente de pessoas está em situação de vulnerabilidade em relação às condições de acesso a alimentos em quantidade adequada para a saúde.

O chefe de operação do escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) no Haiti, Johan Peleman, disse que ainda estão sendo consolidandos os dados da destruição causada pela tempestade e um quadro completo levará algum tempo para ser concretizado. A situação causa mais preocu…

Sandy: Haiti pede socorro à comunidade internacional

Furacão Sandy fez transbordar o rio Croix de Mission, inundando zona residencial de Porto Príncipe
REUTERS/Swoan Parker

RFI

Uma semana depois da passagem do furacão Sandy, que devastou a agricultura e as estradas, matou mais de 50 pessoas, deixou 21 desaparecidos e mais de 10 mil desabrigados, o governo haitiano lançou um apelo por solidariedade. "Peço à comunidade internacional que venha ajudar as populações e completar nossos esforços para salvar vidas e bens", disse o primeiro ministro Laurent Lamothe.
De acordo com as estatísticas apresentadas pelo governo, o setor agrícola sofreu perdas da ordem de US$ 104 milhões. "Milhares de quilômetros de rotas agrícolas foram destruídos, milhares de cabeças de gado foram levadas pelas águas, que também devastaram milhares de hectares de plantações", afirmou o ministro da agricultura, Jacques Thomas.

Com isso, a segurança alimentar no país está ameaçada. "Nos próximos dias", estima o diretor do Conselho Nacional p…