Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

ETM: organização missionária treina líderes cristãos no Haiti

A organização interdenominacional “Escola de Treinamento Ministerial” (ETM), é uma instituição missionária voltada para a formação de líderes que atuem como propagadores do evangelho no Haiti, e entre os projetos desenvolvidos naquele país, estão o Centro Cristão Internacional no Haiti e as atividades de Assistência Social, que compreendem ajuda básica aos membros da comunidade de cristãos da ETM.
Esse auxílio prestado aos membros da igreja envolve distribuição de alimentos, roupas e remédio, além de financiar o estudo de crianças dessa comunidade, pois o ensino público no Haiti é deficitário em termos de vagas.

Os projetos vem sendo tocados desde 2006, quando a ETM foi fundada, e contam com a parceria das igrejas Comunidade Alcance de Curitiba (diretamente ligada ao projeto), Igreja Evangélica Missionária Maranata-RJ, Igreja Menonita-Ctba e Igreja Quadrangular-Fazenda Rio Grande, além de ofertas voluntárias de pessoas que conhecem o teor do projeto.

De acordo com a fundadora do proje…

Novas regras não impedem vinda ao Brasil de haitianos sem vistos

A mudança nas regras migratórias anunciada em janeiro pelo governo brasileiro para ordenar o fluxo de imigrantes do Haiti ao Brasil não está contendo a vinda de novas levas de haitianos sem vistos.
Cerca de 150 imigrantes do país caribenho estão no município peruano de Iñapari, na divisa com Assis Brasil (AC), à espera de autorização para atravessar a fronteira. O grupo começou a se formar no fim de abril, alguns dias após o governo brasileiro permitir o ingresso de 245 haitianos que estavam na mesma cidade havia três meses.

Segundo Altenord Roomeluf, um dos porta-vozes dos imigrantes, a situação do grupo é desesperadora. "Não temos mais comida, só sobraram alguns sacos de farinha", disse.

Roomeluf, mestre de obras de 27 anos, afirma que a nova leva é formada em sua maioria por haitianos que viviam na República Dominicana, país que faz fronteira com o Haiti. Eles não se enquadram, portanto, na resolução do Conselho Nacional de Imigração (CNIg) que, a partir de janeiro, passou…

Presidente haitiano reivindica mais atenção na luta contra pobreza

O presidente do Haiti, Michel Martelly, reivindicou mais atenção na luta contra a pobreza durante os debates sobre desenvolvimento sustentável da Conferência da ONU Rio+20.
"Como falar em desenvolvimento sustentável sem falar das condições de sobrevivência da população e dos Estados que possuem sérias dificuldades?", indagou Martelly nesta quinta-feira em seu discurso na sessão plenária da Rio+20.

O governante haitiano assinalou que seu país, o mais pobre entre os países da América, está mais exposto às mudanças climáticas e as catástrofes naturais do que as nações industrializadas por conta da pobreza e da instabilidade política, além da "devastação" de suas florestas.

Martelly afirmou que o Haiti carece de recursos para enfrentar as catástrofes e alertou sobre o "risco" de não conseguir cumprir os Objetivos do Milênio da ONU.

O líder haitiano afirmou que as promessas de desenvolvimento traçadas na Cúpula da Terra em 1992 "não foram cumpridas" …

Entrevista do Presidente Haitiano, Michel Martely, ao Jornal "O Globo"

Yahoo! Notícias

PORTO PRÍNCIPE - Dois anos após o terremoto que destruiu o país, o presidente haitiano, Michel Martelly, afirma que a tragédia está começando a ficar para trás para o mundo, mas que essa "realidade ainda permanece para a população do Haiti". Martelly recebeu o GLOBO na segunda-feira em seu gabinete, montado ao lado do Palácio Nacional, que permanece destruído. O ex-cantor popular conhecido no país como Tèt Kale (O Careca, em creole) está completando um ano no cargo.

As pesquisas do governo apontam que ele tem aprovação de 80%, por conta das ações na educação e em favor dos moradores dos campos de desabrigados. No entanto, recebe críticas de que a reconstrução do país pouco avançou.

O presidente haitiano participa no Brasil da Rio+20 e - numa postura destoante da dos líderes de muitos países - assegura que vai falar sobre "o desastre que o Haiti representa para o meio ambiente". Por isso, o evento, para ele, terá como foco buscar parcerias a fim de te…

Brasil forma agentes comunitários de saúde no Haiti

Portal da Saúde

Cooperação entre Brasil, Haiti e Cuba auxilia na estruturação da rede de atenção básica do país.

O Brasil, por meio do Ministério da Saúde, está contribuindo com mais uma ação para a organização da rede de atenção básica no Haiti. Em parceria com os governos de Cuba e do Haiti, o governo brasileiro oferece cursos de formação de agentes comunitários de saúde. O Projeto já formou 58 profissionais. Nesta terça-feira, (19), foi realizada a aula inaugural na L’ Académie des Perles Noires, em Porto Príncipe, no Haiti para seis novas turmas, que formarão 180 novos agentes.

Os profissionais vão trabalhar nas regiões de Carrefour, Bom Repos e Beudet, região metropolitana de Porto Príncipe, capital do Haiti. A meta é formar cerca de mil agentes comunitários até o fim do projeto para atingir as demais regiões do país.

Em parceria com Cuba e Haiti, o Brasil desenvolveu o currículo dos cursos e realizou treinamentos para a formação de professores. O ministério também participou do …

Radical Haiti é destaque no SIM

JMM - Missões Mundiais

Por Marcia Pinheiro
13 de junho de 2012





O Projeto Radical – Voluntários Sem Fronteiras ganhou grande destaque no SIM, Todos Somos Vocacionados, com os desafios lançados para o Radical Ásia. O Pr. Fabiano Pereira, coordenador do Radical, lembrou os 10 anos do programa que será comemorado na próxima Assembleia da CBB, marcada para janeiro de 2013 em Sergipe, e também o lançamento do livro que vai contar as “Histórias Radicais”. Vários jovens que já completaram o projeto se envolveram integralmente na produção do SIM, provando que as marcas de tudo o que viveram no campo missionário permanecerão pra sempre em suas vidas. Hoje são pessoas dispostas a servirem sempre ao Reino, colaborando na transformação de outras vidas.

Prova disso foram os mais de 30 jovens que entregaram suas vidas para compor a primeira turma do Radical Haiti. Isso mesmo: o Radical Haiti praticamente nasceu no SIM! Motivo de alegria para Daniel Registre e Reginald Pyrhus, haitianos que relataram…

ONU: cerca de 250 mil haitianos podem contrair cólera este ano

Portal Vermelho

Até 250 mil haitianos podem contrair o cólera durante a temporada de chuvas e furacões, que vai de junho a novembro, alertou a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Crianças aguardam tratamento em hospital de campana no Haiti/ AP

Chuvas fortes e enchentes podem contaminar as fontes d'água, e causar até 4 mil novos casos da doença, por semana. Ao mesmo tempo, recursos para o financiamento da prevenção e tratamento da enfermidade estão chegando ao fim.

Recursos

O apelo financeiro consolidado para o país é de US$ 230,5 milhões, ou quase R$ 470 milhões. Desta cifra, menos de 20% foram obtidos, o que o coloca em segundo lugar mundial em carência de recursos.

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, indica que esse montante deveria ser direcionado ao financiamento de setores essenciais, como saúde, água e saneamento.

O diretor de operações do Ocha, John Ging, disse ser "inaceitável" que muitos avanços alcançados no ano passado tenham sido perd…

Haiti: país tem cerca de 500 mil crianças fora das salas de aula

Portal Vermelho

Educação pública, gratuita e de qualidade foi o tema central do seminário "Direito Humano à Educação no Haiti: Desafios e Horizontes”, realizado semana passada na capital haitiana, Porto Príncipe.
O evento reuniu representantes de organizações da sociedade civil e educadores/as haitianos, além de uma delegação internacional da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (Clade), com especialistas e membros de organizações parceiras de oito países.

Durante três dias, os participantes empreenderam debates e realizaram visitas de campo, como no acampamento Camp Toto, para conhecer de perto a situação da educação no país. Uma das constatações mais sérias foi que hoje o Haiti tem cerca de 500 mil crianças em idade escolar fora das salas de aula. Além disso, a taxa de analfabetismo absoluto está acima dos 50%.

Outro problema constatado e amplamente criticado foi o nível de privatização na educação. Atualmente, 92% das escolas são privatizadas, taxa considerada o ma…

Taioba: uma verdura rica em nutrientes e comum no Haiti!

Agrosoft Brasil :: O que aconteceu com a taioba?



Ela é rústica, bonita, saborosa, de boa versatilidade gastronômica, muito bem adaptada ao clima tropical, mas, infelizmente está hoje fora do circuito comercial do País. Essa é a taioba, uma hortaliça com folhas parecidas com a couve, porém bem mais altas e largas e que no passado fez parte da dieta do brasileiro. Junto com a couve e o quiabo, era item quase diário nas refeições durante o período colonial. Não que ela tenha sumido completamente das receitas. No entanto, são muito raras as hortas que cultivam esta verdura, possivelmente por desconhecimento de suas possibilidades culinárias e de seu poder enquanto alimento.
No Brasil, uma das iniciativas que tenta integrar a taioba - e outras plantas comestíveis consideradas não convencionais - ao cultivo comercial em estímulo à agricultura familiar é desenvolvida pelaEmbrapa Hortaliças, em Gama (DF). Além de se dedicar ao estudo e disseminação de seu cultivo, o engenheiro agrônomo e pesqu…