Pular para o conteúdo principal

Milhares de haitianos protestam contra Martelly e apoiam Aristide



Milhares de haitianos expressaram nesta quarta-feira nas ruas de Porto Príncipe seu descontentamento com a gestão do presidente Michel Martelly e a decisão do Estado de processar o ex-líder Jean Bertrand Aristide por corrupção e tráfico de drogas.

A manifestação foi organizada por grupos próximos ao partido Família Lavalas, de Aristide, por ocasião do oitavo aniversário de sua queda do poder, em 29 de janeiro de 2004.

"Abaixo Martelly", "Abaixo o Exército rosado" e "Martelly deve apresentar seu passaporte ao Parlamento" foram alguns dos slogans usados pelos manifestantes, que saíram do centro da cidade e caminharam até o Parlamento.

Segundo eles, o atual presidente favorece a reinstalação do antigo Exército, desmobilizado em 1995, para formar um "Exército rosado" em seu próprio benefício político.

Por outro lado, os manifestantes exigiram que o presidente Martelly entregue ao Senado seus documentos de viagem, tal como foi reclamado por uma comissão da Câmara que investiga denúncias de que o presidente possui mais de uma nacionalidade. A Constituição do Haiti proíbe que o chefe de Estado possua alguma outra nacionalidade alheia à haitiana.

Os partidários de Aristide expressaram seu descontentamento pela investigação iniciada contra o ex-governante por supostas ações de desvio de verbas e tráfico de drogas.

Fontes haitianas informaram na terça-feira que o promotor-chefe de Porto Príncipe, Jean-Renel Sénatus, entregou o expediente contra Aristide à juíza decana Jocelyne Casimir, que o enviou à juíza de instrução Mimose Janvier.

Durante sua passagem pelas ruas, os manifestantes arrancaram cartazes com a imagem do chefe do Estado e confiscaram braceletes rosados da campanha eleitoral de Martelly das mãos de seus proprietários. Pedras lançadas por desconhecidos perturbaram parcialmente a manifestação e foram ouvidos disparos de armas de fogo.

Postagens mais visitadas deste blog

Sopa Receita Joumou - Sopa da Liberdade!

Pra quem gosta de cultura e culinária, ta aí a Sopa da Liberdade!
Era um prato dos Colonizadores, e os escravos não tinham acesso, até à sua Independência. A partir daí, anualmente, no dia 1º de Janeiro (Dia da Independência) eles a celebram degustando essa prato tipicamente Haitiano. Uma boa dica para as Feiras Missionárias no Brasil!
Sopa Receita Joumou
Sexta-feira, 4 de marco de 2011 16:24



O prato monumental da Revolução haitiana, Sopa Joumou, sopa de abóbora, E o Prato De conquistadores. E tradicionalmente servido no Dia da Independência do Haiti, 01 de janeiro, Como hum começo Saudável par o Outro ANO.

Ingredientes
- 1 kg de carne faça Pescoço OU rabo de boi
- 1/2 limão
- Sal fino
- Esmagado pimenta preta
- Água (Suficiente parágrafo cobrir uma carne; Mais Água podem Ser adicionados Mais Tarde parágrafo ajustar uma consistência)
- 2 kg abóbora, descascados e cubbed (alternadamente, utilizar abóbora enlatada)
- 1 cebola Pequena Cortada los cubos
- 2 Talos cebolinha verde picada
- 4 Dentes de…

Pós Furacão Matthew... oportunidade de fazer a diferença!

Nossa família e Equipe missionária estão bem, graças a Deus!
Já estivemos lá na região analisando os danos, prestando uma ajuda inicial a algumas famílias, e elaboramos uma proposta de Plano de Ação Emergencial para nossa agência. Estamos aguardando a decisão do Gabinete de Crise da Junta para agir em favor das vítimas. Ore por isso, ok?
Nesse momento o que é mais urgente é alimento e a restauração dos telhados e casas afetadas pelos ventos. Como a logística de armazenamento, transporte e envio do Brasil para o Haiti é bastante cara, demorada e vulnerável a questões aduaneiras, nossa sugestão é para que enviem recursos financeiros, e o que for arrecadado aí, como roupas, sapatos e outros itens, vocês realizem Bazares e Eventos (almoços ou jantares) para reverter os itens arrecadados em recurso financeiro que será bem mais facilmente transferido e revertido aqui na economia local, em alimentos e materiais de construção.
Para ajudar:
1) Através do "Ajude Agora Haiti" coordenad…