Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

History of Christianity and missions in Haiti

Aid for Haiti

A Brief History of Christianity and Missions in Haiti

Its been said that Haiti is 70% Catholic, 20% Protestant, and 100% Voodoo. While this may be true it only partially tells a riveting story. The story of God working throughout the history of Haiti to spread the life saving message of his son is an utterly fascinating one. The following is a non-experts attempt to tell part of this story.

During Haiti’s early history the Spanish and French both imported slaves from Africa to maximize productivity on the sugar plantations in the colony of Saint Dominique, modern day Haiti. As slaves arrived in the “new world”, they were exposed to new Catholic doctrine and belief. Many adopted aspects of the new catholic practice and combined it with their traditional African spiritualist beliefs, voodoo. Voodoo comes from the Fon language of Benin, West Africa, and means “spirit.” [1] Throughout the early history of Haiti, the slaves endured tremendous hardships at the hands of their c…

Missionário da terra haitiano em promoção no Brasil

JMM - Missões Mundiais
Por Willy Rangel 30 de março de 2012
Está no Brasil para um período de promoção o Pr. Esaïe Granvil, missionário da terra no Haiti. Granvil viajou ao país a convite de Missões Mundiais para compartilhar com os irmãos brasileiros a situação do Evangelho em sua terra natal.

O missionário falou também sobre como Missões Mundiais colabora para o desenvolvimento do trabalho batista no país em uma entrevista exclusiva.

Como Missões Mundiais ajuda o trabalho missionário no Haiti?

O Haiti é um país pobre, e os líderes precisam de formação. A Conexão Batista Haitiana (convenção batista do país) forma esses líderes, mas não temos condições financeiras suficientes, por isso Missões Mundiais patrocina alguns desses líderes locais. Trabalhamos em parceria.
Sendo representante dos batistas haitianos, como avalia o avanço do trabalho missionário no país?

É preciso dizer que é possível perceber uma mudança em relação ao Evangelho no Haiti. O país tem 10 departamentos (estados), e a c…

Haiti: Pelo menos seis mortos em desabamento causado pelas fortes chuvas

Notícias em Revista

Port-Au-Prince, 31 mar (Lusa) – Pelo menos seis pessoas morreram no Haiti, depois das suas casas terem desabado na sequência das fortes chuvas que têm atingido o país há vários dias, informou na sexta-feira a Proteção Civil.

As vítimas, entre as quais uma criança, eram membros de duas famílias e viviam num bairro erigido na colina de Petionville, nos subúrbios da capital haitiana.

De acordo com Nadia Lochard, do departamento da Proteção Civil foi difícil encontrar os corpos das três mulheres, dos dois homens e da menina devido à elevada quantidade de lama, fruto do deslizamento de terras.

AL e Caribe reforçam compromisso de erradicar fome antes 2025 e ajudar Haiti

Notícias Terra

A América Latina e o Caribe estão "bem encaminhados" para conseguir a meta de erradicar a fome na região antes de 2025, concluiu a 32ª Conferência Regional da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), que fixou entre suas prioridades fortalecer o apoio ao Haiti.

"Não estamos atrasados em nossa meta de erradicação da fome na região. Ao contrário, estamos em um bom caminho", destacou o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva.

"A América Latina e o Caribe já se apropriaram da iniciativa para erradicar este flagelo. Antes era apenas um projeto financiado pela Espanha", ressaltou o brasileiro.

Em 2005, quando a Guatemala e o Brasil impulsionaram a iniciativa, apenas um país (Argentina) tinha uma lei de segurança alimentar e atualmente são oito os que contam com legislação nesse campo, acrescentou.

Ao lado do ministro de Agricultura argentino, Lorenzo Basso, o diretor do organismo concedeu uma entrevista coletiv…

Mulheres são suporte na reconstrução do Haiti

MUNDO
Caraíbas
Texto Cristina Santos | Foto Lusa | 30/03/2012 | 11:55

Centros comunitários vão formar 19 mil pessoas para a reconstrução das habitações destruídas pelo terramoto de 2010. Haitianas recebem um vale no valor de 375 euros para a compra de material de construção
O Haiti está a formar os seus cidadãos para que sejam capazes de chefiar a reconstrução das suas próprias casas que foram destruídas ou danificadas pelo violento sismo de janeiro de 2010, que devastou grande parte do país, adianta a Rádio ONU.

Centros comunitários que apoiam a reconstrução de habitações vão formar 19 mil pessoas para o desenvolvimento das tarefas necessárias. Uma das atividades consiste em pintar paredes. Mais de metade são mulheres. Atualmente, perto de metade dos lares haitianos são chefiados por mulheres.

As haitianas recebem um vale no valor de 500 dólares (375 euros) para a compra de material de construção. As transferências são efetuadas através dos telemóveis. Segundo a mesma fonte, a reconstr…

ONU alerta para falta de verbas humanitárias no Haiti

A ONU alertou nesta terça-feira que a falta de verbas para o Haiti está levando à redução dos serviços prestados por agências humanitárias num dos países mais pobre do mundo, colocando centenas de milhares de desabrigados em risco. O Haiti recebeu no ano passado menos de metade dos 382 milhões de dólares solicitados em ajuda humanitária, e até agora menos de 10 por cento do apelo de 231 milhões de dólares encaminhado para 2012, disse em nota Nigel Fisher, coordenador humanitário da ONU no Haiti.

"(A escassez de verbas) ameaça reverter os ganhos alcançados na luta contra a cólera por meio da promoção de práticas sanitárias e de higiene", afirmou ele. "Ameaça a própria existência de centenas de milhares que vivem em acampamentos." O Haiti ainda luta para se re-erguer depois do terremoto que matou cerca de 300 mil pessoas e deixou mais de 1,5 milhão de desabrigados, em janeiro de 2010. Apesar dos bilhões de dólares prometidos por doadores estrangeiros, a reconstrução …

ONU confirma brasileiro como novo chefe da missão de paz no Haiti

Mundo | Notícias | Nota | D24am.com

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, confirmou o nome de Goulart como chefe da missão. Brasília – O militar brasileiro Fernando Rodrigues Goulart será o novo comandante da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah), em substituição ao major general Luiz Ramos. O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, confirmou o nome de Goulart como chefe da missão.

Ki-moon elogiou Ramos por sua "dedicação, profissionalismo e liderança, críticos para os esforços de estabilização no Haiti". Em comunicado, a ONU informou ainda que Goulart é um profissional de"carreira militar distinta, detendo numerosos comandos e posições hierárquicas sênior".

O novo comandante da Minustah foi observador militar da missão da ONU em Moçambique, conhecida pela sigla Onumoz, em 1993, e mais recentemente no Nepal. De 2008 a 2010, ele trabalhou no Departamento de Operações de Manutenção …

Acordos e projetos concretos fortalecem laços dominicano-haitianos

Noticias de Prensa Latina


Santo Domingo, 27 mar (Prensa Latina) Ao finalizar a visita oficial do presidente haitiano, Michel Joseph Martelly, à República Dominicana, seu homólogo Leonel Fernández defendeu o fortalecimento dos vínculos de amizade e cooperação entre ambas nações.

O chefe de Estado dominicano destacou o reconhecimento com a ordem de Duarte Sánchez e Mella, no grau de Grande Cruz Placa de Ouro, que outorgou ao governante haitiano.

Segundo Fernández, o Haiti está superando sua instabilidade política e dirige-se para um Estado democrático de direito, uma das grandes aspirações do presidente Martelly.

Neste momento -agregou-, enfrenta os desafios da reconstrução do Haiti, agora olhando para o longo prazo com uma agenda de desenvolvimento binacional, por isso acha que há motivo de celebração no dia de hoje.

Ao agradecer a Fernández a distinção, Martelly disse estar duplamente emocionado, pois é a primeira condecoração feita pela República Dominicana e que recebe das mãos de ir…

20 de Abril: Culto de Gratidão & Despedida!

Convenção Batista Acreana pede ajuda para as vítimas das enchentes

Pr. Ivanildo Oliveira
Presidente da Convenção Batista Acreana

Amados irmãos, graça e paz!

Peço que todo o povo batista interceda pelo Estado do Acre neste momento de calamidade pública. Com as chuvas, vieram consequências desastrosas para vários municípios.

Algumas igrejas batistas da capital e outras do interior estão debaixo d’água. Gostaria que os amados irmãos intercedessem, publicassem estas informações e também, se possível, nos enviassem doações como roupas, material de limpeza, fraldas descartáveis, leite em pó e alimentos não perecíveis.

5.230 pessoas desabrigadas estão alojadas em abrigos da Prefeitura, sendo 1.366 famílias; 1.897 pessoas foram retiradas pela defesa civil e alojadas em casas de amigos ou parentes (662 famílias); um total de mais de 6.000 pessoas desabrigados em Rio Branco. Foram 14.300 imóveis atingidos, 57.264 pessoas atingidas pela água.

Vamos juntos orar pelo Acre.


Todas as doações devem ser enviadas para:
Convenção Batista AcreanaRua Gaivota I, nº 82Conj. …

República Dominicana: Assinado acordo de 42 ME com a UE para promover cooperação com o Haiti

SIC Notícias

Santo Domingo, 15 mar (Lusa)

A União Europeia (UE) e a República Dominicana assinaram na quarta-feira um acordo de 42 milhões de euros destinado a promover a cooperação entre aquele país e o Haiti, principalmente na zona fronteiriça.

O acordo apoiará a cooperação bilateral nos setores do comércio, meio ambiente e desenvolvimento econômico da zona fronteiriça, pretendendo gerar receitas e emprego e reforçar a capacidade das autoridades locais.

Entre os projetos previstos está a ampliação do mercado de Dajabón, na República Dominicana, a construção de um mercado no noroeste do Haiti, a proteção das margens do rio que separa as duas nações, a reabilitação dos caminhos rurais, estudos de ordenamento urbano e ambiental.

Filtros e banheiros ecológicos são soluções inovadoras apresentadas no Fórum Mundial da Água

15/03/2012 - Ciência e Saúde - AFP


Ana María Echeverría
Em Marselha


Desde um simples filtro de água até um banheiro ecológico chamado de Peepoo, o Fórum Mundial da Água apresenta dezenas de soluções fáceis e inovadoras que podem mudar a vida de milhares pessoas que ainda sofrem com a falta de água potável e de um sistema sanitário decente.

No canto de um casebre escuro de um bairro marginal que poderia estar no Rio de Janeiro, no México ou em Mumbai, mas que foi levantado no Fórum Mundial da Água de Marselha (sul da França), encontra-se um pequeno sanitário descartável que está mudando a vida de uma favela na África.

Batizado de Peepoo, o banheiro, que não precisa de água, foi desenhado por um arquiteto sueco, Anders Wilhemson, que teve a ideia de percorrer os bairros pobres de México e São Paulo, onde as pessoas fazem suas necessidades em latrinas ou no esgoto e a situação sanitária é grave.

O Peepoo é composto de um pequeno assento plástico e de uma sacola plástica biodegradável que…

Brasil doa mais de 4 milhões de doses de vacinas ao Haiti

Rede Noticia

O Ministério da Saúde doou, para o Haiti, 4.349.000 de doses de vacinas BCG (formas graves de tuberculose), Pólio (poliomielite), DPT (difteria, tétano, coqueluche) e DT (difteria e tétano). Deste quantitativo – que chegou na capital Porto Príncipe na última sexta-feira (9) – 1,5 milhão de doses de vacinas contra a pólio serão utilizadas na campanha de vacinação daquele país, que começa no próximo dia 21 de abril, direcionada a crianças abaixo de dez anos.

Para a aquisição destas vacinas, o Ministério da Saúde investiu 1,4 milhão de dólares, além de 54 mil dólares no transporte dos produtos, que contou com o apoio da Organização Panamericana da Saúde. A Opas também manterá as vacinas no armazém da entidade, em Porto Príncipe, para que elas sejam utilizadas sempre em condições adequadas.

Além das vacinas, o governo brasileiro tem apoiado a campanha de vacinação do Haiti com a aquisição de 500 caixas térmicas, três caminhões e de gás propano para manutenção dos refrigeradores…

Soldados paquistaneses da ONU são condenados por abuso no Haiti

Reuters
Terça-feira, 13 de março de 2012 10:32 BRT

Por Joseph Guyler Delva

PORTO PRÍNCIPE, 13 Mar (Reuters) - Dois soldados paquistaneses das forças de manutenção de paz da ONU foram sentenciados a um ano de prisão pelo estupro de um menino haitiano de 14 anos, após serem considerados culpados por um tribunal militar paquistanês no Haiti, afirmaram autoridades na segunda-feira.

A porta-voz da Organização das Nações Unidas, Sylvie Van Den Wildenberg, disse que juízes de um tribunal militar paquistanês vieram ao empobrecido país do Caribe para realizar o julgamento que resultou na condenação dos soldados na semana passada. Eles foram considerados culpados pelo estupro de um garoto na cidade de Gonaives, no norte, em 20 de janeiro.

Ambos os soldados, que não tiveram os nomes revelados, foram sumariamente dispensados do serviço militar e sentenciados a um ano atrás das grades em sua terra natal, afirmou a porta-voz.

"A ONU foi informada na semana passada por autoridades do Paquistão s…

Brasil envia 4 milhões de doses de vacina ao Haiti

Terra Notícias:

14 de março de 2012 • 22h40 • atualizado às 22h49
O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira ter doado mais de 4 milhões de vacinas ao Haiti, país onde o Brasil participou de missão de paz. As doses chegaram à capital, Porto Príncipe, na última sexta-feira. A doação faz parte de uma série na área de saúde pública.

Foram enviadas ao país 4.349.000 doses de BCG (contra formas graves de tuberculose), pólio (poliomielite), DPT (difteria, tétano, coqueluche) e DT (difteria e tétano). Cerca de 1,5 milhão devem ser usadas no próximo mês, quando inicia a campanha de vacinação contra a pólio no Haiti.

Segundo o Ministério da Saúde, o governo gastou US$ 1,4 milhão nas doses, mais US$ 54 mil no transporte dos produtos, que teve apoio da Organização Panamericana da Saúde. Foram enviadas 500 caixas térmicas, além de material para a manutenção dos refrigeradores. Técnicos brasileiros embarcaram para ajudar na campanha de vacinação do país, o que tem menor cobertura vacinal das …

Haiti atingida por um terremoto de 4,6

Info Haiti

7 de março de 2012
PORT-AU-PRINCE, Haiti

Um terremoto de intensidade moderada sacudiu o sul do Haiti na noite de quarta-feira, mas as autoridades não reportaram vítimas ou danos imediatamente.

De acordo com o Instituto de Estudos Geológicos dos Estados Unidos, o epicentro do terremoto, de magnitude 4,6, foi localizado 38 km a sudeste de Porto Príncipe, a capital, e um profundidade de 4,9 km. O terremoto foi sentido às 21h51 horas, horário da Costa Leste.

Moradores, ainda marcadas pelo violento terremoto de janeiro de 2010, correram pelas ruas da capital. Este sismo, de magnitude 7,0, matou 314.000 pessoas e destruíram milhares de casas.

Entrega de medicamentos doados pelo Brasil ao Governo Haitiano

NOTÍCIAS DO HAITI
Porto Príncipe (Haiti) – No dia 1º de março foi realizada, no Aeroporto Internacional de Porto Príncipe, a entrega de um lote de medicamentos vacinas contra raiva e soro antirrábico humano ao Governo do Haiti.

As vacinas, que totalizaram 21.000 doses, foram doadas pelo Ministério da Saúde brasileiro para o Ministère de la Santé Publique et de la Population (MSPP) - Ministério da Saúde Pública e da População do Haiti, por meio da Embaixada do Brasil em Porto Príncipe.
O MSPP contou com o apoio do projeto "Programa de Medicamentos Essenciais (PROMESS-PEV)" da Organização Pan-americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde que ficou responsável pelo recebimento, transporte e estocagem das vacinas, que serão usadas conforme as campanhas/estratégias de vacinação definidas pelo MSPP.
Todo o processo logístico, desde o recebimento do material no Brasil até a entrega ao representante do PROMESS-PEV em Porto Príncipe, foi viabilizado pelo Exército Brasileiro, por m…

BRAENGCOY perfura poço para Hospital Comunitário

NOTÍCIAS DO HAITI

Porto Príncipe (Haiti) – No dia 26 de fevereiro, a Companhia de Engenharia de Força de Paz no Haiti (BRAENGCOY) concluiu mais uma missão em solo haitiano. Trata-se da perfuração de um poço artesiano no bairro de Bon Repós, no município de Croix des Bouquets, na área onde será construído um hospital comunitário de referência, com 40 leitos, no modelo de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) utilizado em alguns estados brasileiros.

A conclusão deste trabalho pela Equipe de Poços da BRAENGCOY é de suma importância para o avanço das demais etapas que envolvem a construção daquela Unidade e também para a comunidade local, uma vez que a água é um recurso escasso no país.

A Companhia também foi responsável pela limpeza do terreno, nivelamento e compactação de solo. As obras fazem parte do Projeto Tripartite Brasil-Haiti-Cuba de fortalecimento do sistema de saúde e de vigilância epidemiológica do Haiti, iniciado em março de 2010.
A UNOPS (United Nations Office for Project Serv…

Despedida do Embaixador do Brasil no Haiti

NOTÍCIAS DO HAITI

Porto Príncipe (Haiti) – O 15º Contingente Brasileiro de Força de Paz (15º CONTBRAS) realizou, no dia 18 de fevereiro, uma formatura na Base General Bacellar com o objetivo de apresentar suas despedidas ao Embaixador e à Embaixatriz do Brasil no Haiti, Sr Igor Kipman e a Sra Roseana Kipman.
A solenidade foi presidia pelo Comandante do 15º CONTBRAS, Cel Nolasco e contou com a presença do Ministro 2ª Classe da Embaixada Brasileira Claudio Campos. Na oportunidade, foi realizada a entrega de uma lembrança do CONTBRAS ao casal pela amizade e o estreitamento de laços entre a Embaixada brasileira e as Unidades brasileiras no Haiti.
O substituto do Embaixador Igor Kipman será o Sr José Luiz Machado e Costa, que deverá assumir suas funções em março.





BRAENGCOY repara via na Capital Haitiana

NOTÍCIAS DO HAITI Porto Príncipe (Haiti)
Uma vez mais a Companhia de Engenharia de Força de Paz no Haiti (BRAENGCOY) beneficia a população haitiana por intermédio da manutenção de vias necessárias às atividades de segurança da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH).  No mês de fevereiro, os moradores das proximidades da Rua Vivy Mitchel, em Pétion-Ville, puderam acompanhar a realização dos seguintes trabalhos técnicos de engenharia: nivelamento topográfico, terraplanagem e asfaltamento de via.




República Dominicana: UE vai destinar 73 ME para projetos de desenvolvimento

Destak.pt

A União Europeia (UE) pretende canalizar, este ano, uma verba de cerca de 73 milhões de euros para a execução de projetos e programas de desenvolvimento na República Dominicana.

Segundo informaram fontes do organismo na segunda-feira, as iniciativas em causa vão beneficiar sobretudo a região fronteiriça com o Haiti.

O Comissário da UE para o Desenvolvimento, Andris Piebalgs, afirmou, através de um comunicado distribuído pela Presidência dominicana, que entre os projetos definidos figura a reparação de estradas, formação do pessoal da alfândega, entre outras iniciativas, pensadas para melhorar as condições de vida das famílias que moram dos dois lados da fronteira.

Ao contrário do Acre e Amazonas, Rondônia não oferece capacitação

Diário da Amazônia


11:58:47 | Segunda-Feira, 05/03/2012

Mesmo com o grande número de haitianos em Porto Velho, ao contrário dos Estados do Acre e Amazonas, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) ainda não disponibiliza cursos de capacitação para este público. Até o momento, de acordo com o reitor em exercício, Jackson Nunes, não houve uma demanda específica intermediada por organizações federais, associações e cooperativas.

O reitor acredita que neste primeiro momento, a maior preocupação do Estado de Rondônia seja a regulamentação da documentação dos haitianos, já que sem ela não há como realizar a certificação de cursos de capacitação. Segundo a pró-reitora do instituto, Marilise Esteves, o Ministério do Trabalho tem recebido muitos haitianos que procuram a superintendência para a regularização da carteira de trabalho, que no caso dos estrangeiros é especial. “Provavelmente, a gestão está fazendo esse levantamento feitos em outros estados”, disse o…

O avanço missionário dos batistas brasileiros no mundo

O Jornal Batista
Em 2011, após 9 anos sem conseguir atingir sua meta financeira, Missões Mundiais ultrapassou um alvo desafiador. Isso aconteceu devido a muito trabalho das igrejas e crentes brasileiros que amam a obra missionária e se envolveram em oração e na entrega de suas ofertas e vidas.
Como consequência deste esforço, no ano passado foram enviados 121 novos missionários para os campos e treinados mais 43 obreiros. Missões Mundiais enviou 204 voluntários que atuaram em projetos de curta duração e impactaram o Haiti, a Itália, a Índia e outros países. Também houve crescimento no número de campos com a abertura da República Centro-Africana. Neste ano já foram abertos mais dois campos africanos, Camarões e Chade. A meta de Missões Mundiais é enviar 800 missionários para 80 campos até o ano de 2013. Atualmente são 719 missionários que atuam em 65 campos, e já está sendo preparada a abertura de mais 15 campos. Com isso, os projetos cresceram e frutificaram. Os números são provas inc…

Brasil e Haiti terão cooperação para inclusão de deficientes

Brasil/Mundo - Correio do Estado

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, foi ao Haiti no final de janeiro e firmou parceria com o país caribenho tendo como principal objetivo fomentar e qualificar o diálogo sobre os direitos das pessoas com deficiência, fortalecendo agentes governamentais e não-governamentais, compartilhando melhores práticas, realizando intercâmbio e troca de experiências no âmbito dos direitos humanos.

O projeto foi denominado "Fortalecimento da capacidade política e institucional de agentes governamentais e não-governamentais do Haiti para promoção e defesa dos direitos das pessoas com deficiência" e é uma das iniciativas brasileiras no Haiti. As tropas da Organização das Nações Unidas (ONU) que estão na ilha são comandadas pelo Brasil.

Na primeira visita foram propostas duas linhas de ação. A primeira delas é fortalecer a capacidade institucional da secretaria de Estado para Integração das Pessoas com D…

ONU repassa 6 milhões para Haiti ajudar vítimas do terremoto

Brasil/Mundo - Correio do Estado
AGÊNCIA BRASIL
A estimativa é que 490.545 pessoas vivam de forma improvisada

A Organização das Nações Unidas (ONU), por intermédio do Fundo Central de Resposta às Emergências das Nações Unidas (cuja sigla em inglês é Cerf), anunciou a liberação de 6 milhões de euros para ajudar as vítimas do terremoto de 12 de janeiro de 2010 no Haiti. Dois anos após os tremores de terra no país, os haitianos ainda sofrem com a falta de moradia, de infraestrutura básica, educação e saúde.

A estimativa é que 490.545 pessoas vivam de forma improvisada no Haiti. A proposta das Nações Unidas e do governo do presidente haitiano, Michel Martelly, é intensificar o processo de transferência dessas pessoas para locais seguros e com garantia de assistência médica.

Os responsáveis pela área de Assuntos Humanitários das Nações Unidas informaram que o dinheiro vai ser usado principalmente no socorro de quem está em abrigos provisórios em Porto Príncipe, a capital, e algumas cidades …

Haiti: Nações Unidas ajudam deslocados com 6ME

SIC Notícias

Porto Príncipe, 02 mar (Lusa) -- O Fundo Central de Resposta às Emergências das Nações Unidas (CERF, na sigla inglesa) reservou o equivalente a seis milhões de euros para diversos programas de ajuda nos campos de deslocados no Haiti, foi anunciado.

De acordo com o gabinete dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas, os recursos financeiros destinam-se a atenuar a situação dos milhares de deslocados que ainda permanecem nas ruas da capital, dois anos depois do violento sismo que atingiu o país em janeiro de 2010.

O donativo será utilizado também no saneamento de vários acampamentos, acesso a água potável, colmatar a desnutrição de crianças, mulheres grávidas ou lactentes, proteção e assistência a mulheres vítimas de violação e agressão sexual nos acampamentos e combater a cólera em vários pontos do país.

Haiti: entre a pobreza e a violência policial.

Otávio Calegari, militante do PSTU, está no Haiti desde o dia 31 de dezembro e agora se encontra em Ouanaminthe, cidade haitiana de cerca de 100 mil habitantes, uma das mais importantes do país por ser uma das fronteiras do Haiti com a República Dominicana e também por possuir uma das maiores zonas industriais do país. Vários acontecimentos têm sacudido a realidade da cidade nos últimos dias, abaixo segue o relato de Otávio.


OTÁVIO CALEGARI, DE OUANAMINTHE (HAITI)

http://www.pstu.org.br/internacional_materia.asp?id=13920&ida=0


Restos de pneus queimados na Rue Espagnole, principal rua de Ouanaminthe


Há alguns dias um verdadeiro levante popular teve início em Ouanaminthe. Tudo se passou em um bairro da cidade chamado Gaia, sem dúvida um dos mais pobres. Assim como os outros bairros de Ouanaminthe, Gaia também não possui eletricidade. Tampouco possui água encanada ou saneamento básico. A população vive como se pode viver. As ruas de Gaia são todas de terra. A chuva, quando vem, transfo…

Milhares de haitianos protestam contra Martelly e apoiam Aristide

Milhares de haitianos expressaram nesta quarta-feira nas ruas de Porto Príncipe seu descontentamento com a gestão do presidente Michel Martelly e a decisão do Estado de processar o ex-líder Jean Bertrand Aristide por corrupção e tráfico de drogas.

A manifestação foi organizada por grupos próximos ao partido Família Lavalas, de Aristide, por ocasião do oitavo aniversário de sua queda do poder, em 29 de janeiro de 2004.

"Abaixo Martelly", "Abaixo o Exército rosado" e "Martelly deve apresentar seu passaporte ao Parlamento" foram alguns dos slogans usados pelos manifestantes, que saíram do centro da cidade e caminharam até o Parlamento.

Segundo eles, o atual presidente favorece a reinstalação do antigo Exército, desmobilizado em 1995, para formar um "Exército rosado" em seu próprio benefício político.

Por outro lado, os manifestantes exigiram que o presidente Martelly entregue ao Senado seus documentos de viagem, tal como foi reclamado por uma comi…

Estrangeiros ajudam arte haitiana a renascer

Jornal Correio do Brasil

1/3/2012 10:11, Por Redação, com BBC - Brasil





Os efeitos da presença estrangeira na capital do Haiti, Porto Príncipe, vão além da filantropia

Nos últimos anos, vários hotéis, restaurantes e supermercados foram inaugurados na cidade para atender à clientela internacional, formada sobretudo por missionários e membros das cerca de 10 mil ONGs que atuam no Haiti.

Esses estrangeiros também ajudaram a florescer uma tradição artística que sofreu um duro golpe no terremoto de 2010.

Desde 1947, quando o pintor haitiano Hector Hyppolite expôs em Paris, museus da Europa e dos Estados Unidos passaram a valorizar a arte do país caribenho, marcada por cores vivas e por cenas que retratam o cotidiano e a religiosidade de seus habitantes.

O interesse mundial provocou a abertura de várias galerias de arte em Porto Príncipe nas décadas seguintes. Porém, com o terremoto em 2010, muitas galerias ruíram, e vários artistas perderam seus acervos.

O artista plástico Ilmorin Verly cont…

Programa apoiado pela Prefeitura chama atenção da Cruz Vermelha Americana

Jornal Correio do Brasil

O Programa Eco Cidadão, apoiado pela Prefeitura de Macaé, acaba de receber convite da Cruz Vermelha Americanapara implementar seu padrão de trabalho em comunidades de Porto Príncipe, capital do Haiti.

Segundo a coordenadora do Programa, Marielza Horta, o trabalho seria embasado na educação para a sustentabilidade, mobilidade social, cultura de paz e direitos humanos.

- Fizeram o convite baseados nos resultados altamente positivos e em todas as metodologias realizadas em Macaé, pois o programa mobiliza as pessoas mais excluídas e as residentes em áreas de alta vulnerabilidade social.

Além do apoio da Prefeitura de Macaé, o trabalho é realizado em parceria com instituições estrangeiras. “Posso citar organizações que, permanentemente, cooperam com o Eco Cidadão, como a Purac Sínteses, Habitat ONU, Universidade Aberta do Porto (Portugal), Borria Macaé, Fundação Ruaf, da Holanda, PES do Peru, IDRC (Canadá), enumerou a coordenadora. Ela ressaltou a importância do convit…