Pular para o conteúdo principal

Haitianos protestam contra fechamento de fronteira dominicana

Estadão.com / Internacional


Mercado que ocorre na fronteira foi temporariamente suspenso após epidemia de cólera

25 de outubro de 2010 | 20h 04
Efe
Centenas de comerciantes e compradores haitianos impedidos de entrar em Dajabón
DAJABÓN, REPÚBLICA DOMINICANA- Haitianos protestaram nesta segunda-feira, 25, contra a suspensão do mercado binacional entre seu país e a República Dominicana devido a epidemia de cólera que assola o Haiti. Policiais e membros da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) reprimiram as manifestações com gás lacrimogêneo.
Os manifestantes se reuniram nos arredores do rio Masacre, fronteira natural entre os dois países, e jogaram pedras contra o portão que separa a localidade haitiana de Ouanaminthe da dominicana de Dajabón para exigir a abertura do mercado que acontece nas segundas e nas sextas.
O incidente não deixou feridos, mas dois dos organizadores dos protestos foram presos, de acordo com o cônsul haitiano em Dajabón, Jean Baptiste Bien Aimé.
O funcionário haitiano lamentou as manifestações e as atribuiu a compatriotas que desconhecem a realidade atualmente vivida no Haiti. Segundo informações oficiais, a epidemia de cólera já deixou 259 mortos no país.
Aimé reconheceu que a República Dominicana tem o direito de tomar medidas necessárias para proteger sua população, mas disse que as autoridades não notificaram com antecedência a suspensão do mercado livre de hoje.
A governadora de Dajabón, Esther Ramírez, garantiu à imprensa que também não recebeu nenhuma informação sobre a medida.
O diretor provincial do Ministério de Saúde Pública, Rafael Salas, declarou a jornalistas que a suspensão é de caráter oficial e foi adotada para proteger os dominicanos da cólera.
As autoridades de migração dominicanas só permitirão a entrada de estudantes e de haitianos com visto dominicano após a adoção de medidas de higiene, como lavagem de mãos nos pontos estabelecidos pelo Ministério de Saúde.
A República Dominicana não registrou nenhum caso de cólera até agora. Foi instalada no país uma unidade para diagnosticar a doença.

Postagens mais visitadas deste blog

Sopa Receita Joumou - Sopa da Liberdade!

Pra quem gosta de cultura e culinária, ta aí a Sopa da Liberdade!
Era um prato dos Colonizadores, e os escravos não tinham acesso, até à sua Independência. A partir daí, anualmente, no dia 1º de Janeiro (Dia da Independência) eles a celebram degustando essa prato tipicamente Haitiano. Uma boa dica para as Feiras Missionárias no Brasil!
Sopa Receita Joumou
Sexta-feira, 4 de marco de 2011 16:24



O prato monumental da Revolução haitiana, Sopa Joumou, sopa de abóbora, E o Prato De conquistadores. E tradicionalmente servido no Dia da Independência do Haiti, 01 de janeiro, Como hum começo Saudável par o Outro ANO.

Ingredientes
- 1 kg de carne faça Pescoço OU rabo de boi
- 1/2 limão
- Sal fino
- Esmagado pimenta preta
- Água (Suficiente parágrafo cobrir uma carne; Mais Água podem Ser adicionados Mais Tarde parágrafo ajustar uma consistência)
- 2 kg abóbora, descascados e cubbed (alternadamente, utilizar abóbora enlatada)
- 1 cebola Pequena Cortada los cubos
- 2 Talos cebolinha verde picada
- 4 Dentes de…

Pós Furacão Matthew... oportunidade de fazer a diferença!

Nossa família e Equipe missionária estão bem, graças a Deus!
Já estivemos lá na região analisando os danos, prestando uma ajuda inicial a algumas famílias, e elaboramos uma proposta de Plano de Ação Emergencial para nossa agência. Estamos aguardando a decisão do Gabinete de Crise da Junta para agir em favor das vítimas. Ore por isso, ok?
Nesse momento o que é mais urgente é alimento e a restauração dos telhados e casas afetadas pelos ventos. Como a logística de armazenamento, transporte e envio do Brasil para o Haiti é bastante cara, demorada e vulnerável a questões aduaneiras, nossa sugestão é para que enviem recursos financeiros, e o que for arrecadado aí, como roupas, sapatos e outros itens, vocês realizem Bazares e Eventos (almoços ou jantares) para reverter os itens arrecadados em recurso financeiro que será bem mais facilmente transferido e revertido aqui na economia local, em alimentos e materiais de construção.
Para ajudar:
1) Através do "Ajude Agora Haiti" coordenad…