Pular para o conteúdo principal

Kaká critica colunista da Folha e se diz perseguido por ser religioso

Kaká critica colunista da Folha e se diz perseguido por ser religioso
Folha.com

Fico estarrecido com a parcialidade que a Imprensa, especialmente a esportiva, realiza seu trabalho dito profissional. Nesses dias de Copa do Mundo, o que muito tenho ouvido e visto são comentaristas, locutores, jornalistas, repórteres e vários outros tipos de "profissionais" da informação utilizando-se dos seus espaços, a maioria em cadeia nacional (e internacional), para proferirem ofensas, julgamentos, fofocas (sim, porque dar notícias ou opiniões sem fundamentação não é criticar, mas, fofocar), mentiras, injúrias e calúnias em nome da liberdade de expressão.

Liberdade de expressão não é um direito para ferir, matar, desonrar, injuriar, caluniar, ofender, julgar, sentenciar e executar seja lá quem for, e por qual motivo for. Principalmente, quando o réu não pode se defender, não está presente para exercer o direito de resposta, não lhe é oportunizada a mesma audiência, o mesmo tempo e as mesmas condições para sua defesa, nem mesma prévia.

Me impressiona, mais ainda, a descarada falta de humildade da maioria desses senhores e senhoras profissionais. Não satisfeitos em falar o que querem, de quem e como querem, são incapazes de reconhecer suas mentiras, quando desmentidos pelos fatos seguintes aos seus comentários e afirmativas; são incapazes de proferirem contra si mesmos e com a mesma veemência adjetivos e averbações utilizadas contra seus alvos nada fulgazes quando, pouco ou muito tempo após seus discursos, "descobrem" que não foi bem assim, e que a história não aconteceu como predisseram.

Cadê a liberdade na sua expressão, caro profissional?
Onde está a vida naquilo que diz e promove ao proferir seus discursos capazes de alcançar multidões?
Há oportunidade para todos ou oportunismo seu e para alguns ao utilizar-se da comunicação de massa?

"Porque pelas tuas palavras serás salvo, e pelas tuas palavras serás condenado".

Postagens mais visitadas deste blog

Sopa Receita Joumou - Sopa da Liberdade!

Pra quem gosta de cultura e culinária, ta aí a Sopa da Liberdade!
Era um prato dos Colonizadores, e os escravos não tinham acesso, até à sua Independência. A partir daí, anualmente, no dia 1º de Janeiro (Dia da Independência) eles a celebram degustando essa prato tipicamente Haitiano. Uma boa dica para as Feiras Missionárias no Brasil!
Sopa Receita Joumou
Sexta-feira, 4 de marco de 2011 16:24



O prato monumental da Revolução haitiana, Sopa Joumou, sopa de abóbora, E o Prato De conquistadores. E tradicionalmente servido no Dia da Independência do Haiti, 01 de janeiro, Como hum começo Saudável par o Outro ANO.

Ingredientes
- 1 kg de carne faça Pescoço OU rabo de boi
- 1/2 limão
- Sal fino
- Esmagado pimenta preta
- Água (Suficiente parágrafo cobrir uma carne; Mais Água podem Ser adicionados Mais Tarde parágrafo ajustar uma consistência)
- 2 kg abóbora, descascados e cubbed (alternadamente, utilizar abóbora enlatada)
- 1 cebola Pequena Cortada los cubos
- 2 Talos cebolinha verde picada
- 4 Dentes de…

Pós Furacão Matthew... oportunidade de fazer a diferença!

Nossa família e Equipe missionária estão bem, graças a Deus!
Já estivemos lá na região analisando os danos, prestando uma ajuda inicial a algumas famílias, e elaboramos uma proposta de Plano de Ação Emergencial para nossa agência. Estamos aguardando a decisão do Gabinete de Crise da Junta para agir em favor das vítimas. Ore por isso, ok?
Nesse momento o que é mais urgente é alimento e a restauração dos telhados e casas afetadas pelos ventos. Como a logística de armazenamento, transporte e envio do Brasil para o Haiti é bastante cara, demorada e vulnerável a questões aduaneiras, nossa sugestão é para que enviem recursos financeiros, e o que for arrecadado aí, como roupas, sapatos e outros itens, vocês realizem Bazares e Eventos (almoços ou jantares) para reverter os itens arrecadados em recurso financeiro que será bem mais facilmente transferido e revertido aqui na economia local, em alimentos e materiais de construção.
Para ajudar:
1) Através do "Ajude Agora Haiti" coordenad…